Os incentivos fiscais à inovação são eficientes?

Artigo aponta dificuldades e problemas da política governamental de apoio à inovação
Abgi

Abgi

Time multidisciplinar e especializado em recursos financeiros para inovação, processos e ferramentas.

« Retornar aos conteúdos

Na edição de fevereiro do Radar, a seção Artigos e Estudos apresentou o trabalho Um olhar da Abgi – A eficiência dos mecanismos de fomento à Inovação no Brasil, feito a partir da análise dos dados da Pesquisa de Inovação Tecnológica (Pintec) do IBGE, que traz informações sobre P,D&I.

Um dos questionamentos levantados no estudo era se os mecanismos de fomento criados pelo governo são realmente capazes de alavancar os investimentos em inovação tecnológica. O tema, agora, foi desdobrado em um novo artigo, produzido pela coordenadora da Inventta/ABGI Maria Carolina Rocha.

“A eficiência dos incentivos fiscais à inovação tecnológica”, faz uma interpretação mais acurada dos dados da pesquisa e conduz a uma conclusão: as ferramentas governamentais ainda são ineficientes em seus propósitos.

“Esse trabalho consistiu em um incremento das informações apresentadas no artigo anterior, traçando um panorama atual da política de incentivo à inovação no país”, explica Maria Carolina.

Baixe o artigo em PDF.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Posts Relacionados

Comentários